Pequenas considerações e o início de um futuramente longo poema

Esse post vai ser curto e não vai ter muito conteúdo. Eu queria saber dos leitores do blog qual seria uma frequência de postagens boa. Assim, que não deixasse o ritmo morrer e que ao mesmo tempo fosse confortável para ler.

Mas antes, mostrar um poema que escrevi essa semana. Ele foi meio que inspirado em Childe Roland To The Dark Tower Came, de Robert Browning (você pode ler este poema épico do Browning em português ¹ e inglês), sendo que eu tirei desta obra a ideia de uma viagem, de uma busca e também ideia para a estrutura. Pretendo escrever ele aos poucos esse poema para que seja parte do mundo de Cmyvllaeth como uma canção ou uma obra de algum autor. Irá se referir a uma lenda e a uma história trágica. Tentei fazer usando versos decassílabos e rima ABBAAB, mas sou péssimo contando sílabas, então, se alguém perceber algum equívoco, por favor, me avise =)

Eis a primeira estrofe:

Uma palavra, o aviso derradeiro,

acusa de um flerte com a sorte,

que enterrava a súplica em seu corte.

Mas é o pesar o guia do guerreiro

com garras criando um sofrer matreiro

que celebra o negro prenúncio: Morte

A minha idéia é fazer disso uma pequena história em poemas, mas ainda não tenho certeza se realmente o farei. De qualquer forma, acho que gostei um pouco do resultado.

Esse cara e sua jornada também foram inspirados em Childe Roland To the Dark Tower Came.

Agora, sobre a frequência de posts, eu estava pensando em seguir algo como a seguinte “configuração”:

Segundas-feiras: post com parte de um conto ou história que andei escrevendo. Não seria tudo sobre Cmyvllaeth, teria mais coisas sobre o Outros Cenários.

Quartas-Feiras: postagem de material do projeto SteamlessPunkless. Coisas como lendas, culturas, personagens, histórias, monstros, ideias e informações em geral sobre o mundo de Cmyvllaeth.

Sextas-feiras: os relatos de como foi a criação do cenário, desde o ínicio da primeira ideia.

Então, o que acham dessa estrutura? Ficaria pesado para ler? Por sinal, os posts de segunda e sexta seriam um pouco menores do que os que fiz até agora. Pelo menos essa é a ideia. Aguardo sugestões =) (e não ficarei triste se comentarem sobre o poema).

P.s.: acham que devo postar outros poemas?

Renan Barcellos, Que não estava bebendo nada

e ouvia música alguma.

¹ Não é das melhores fontes, mas foi a única que achei com o poema em português.

Edit 1: Corrigi mateiro para matreiro, no poema e corrigi uma linha que havia sido apagada logo depois do “sendo” no segundo paragrafo.

Anúncios

14 comentários sobre “Pequenas considerações e o início de um futuramente longo poema

  1. POEMA FODA!!!11!!!12345!!!

    O ritmo tá bom, mas nada de spoilers nas segundas e sextas.

    [quote]Ps: acham que devo postar outros poemas?[/quote]

    DEVEEE!!!! *_*

  2. Consiga um redator (quebra-galho) para preencher as lacunas que poderão ser abertas.
    Minha sugestão é que continue com postagem pausadamente, 2ª-4ª-6ª tá bão, mas se aparecer mais leitor e seguidores e stalkers, uma atualização constante será necessária.

    ps: negócio de poema rapaz
    ps2: tenho um guardado na cômoda
    ps3: mude o conteúdo da quarta para segunda feira, assim seu cenário abrirá a semana, seu conteúdo vem depois

  3. Eu sou crítica em relação a muitas postagens por semana, mas creio que não dá pra pedir pra ser menos do que isso, também.
    Gostei da estruturação, especialmente após a sugestão de Deivide. Aceito mais poemas, também.
    Em relação a este, especificamente, fiquei com uma dúvida: você quis realmente dizer mateiro, ou queria dizer matreiro? ‘-‘

    Outra coisa: não está faltando algo nesse trecho não? ” Ele foi meio que inspirado em Childe Roland To The Dark Tower Came, de Robert Browning (você pode ler este poema épico do Browning em português ¹ e inglês), sendo. Pretendo”

    Sendo… o quê? o.o

    • Eu gostei bastante da sugestão de Deivide também. Vou adotá-la.
      Sobre o poema, esta correta, era realmente matreiro a palavra que eu queria usar.
      E o trecho era “sendo que eu tirei de lá a ideia de uma viagem, de uma busca e também da estrutura.”, mas em dado momento o wordpress me trollou e não salvou uma atualização como rascunho, aí perdi um pouco do progresso e quando fui escrever o que foi apagado não notei que este ponto também tinha sido apagado.

  4. “Pretendo escrever ele aos poucos esse poema” Ahn?
    No mais, gostei bastante, apesar de eu duvidar que eu consiga acompanhar um fluxo desses de postagens (principalmente se forem grandes) quando a treta ficar loka no trabalho e na escola, achei interessante o esquema de postagens, com a idéia do Deivide inclusa.

    Seu lindo rawr. <3

    • Eu poderia dizer que errei uma virgula “pretendo escrever ele aos poucos, este poema”, mas a verdade é que errei a construção toda mesma D:
      Consegue acompanhar o fluxo sim, terceiro ano é fácil u_u Primeiro semestre de faculdade também e etc
      E eu vou seguir sim a sugestão de Deivide, foi bem sacada xD
      Valeu pelo comentário =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s