Os Construtores, ou Os Meahdirr ou Aqueles que Usavam Magia

Olá, possíveis leitores. No post de hoje (que, caso se lembrem, é sobre o mundo de Cmyvllaeth), vou tentar falar sobre um dos pontos principais que fizeram com que as nações de Rehquia não seguissem uma evolução tecnológica igual à do nosso mundo. “Magia!”, alguém poderia dizer, mas não. Falarei sobre os Meahdirr (mé-Á-dir).

Por toda Rehquia é possível encontrar o que outrora podem ter sido majestosas construções, de uma arquitetura peculiar, semelhante à utilizada em Tirasli, mas ainda assim, com diferenças fundamentais. Talvez fossem de uma beleza quase idílica, como se cada galeria e cada salão fossem um mini-monumento, se comparado com o que pode ser visto nos tempos atuais de Cmyvllaeth em matéria de edificações. Contudo, tais obras se encontram em ruínas que datam além dos registros de qualquer cultura Rehquia.

Os Construtores, como ficaram conhecidos no início da colonização das terras que há muito tempo se chamavam Dwyrain, ou Os Meahdirr, como são chamados na atualidade, são um povo – ou povos, como tentam afirmar as hipóteses de alguns arqueólogos – cuja história foge a qualquer registro histórico das nações ainda vivas. Toda sua existência é torneada de mistérios, nenhuma cultura alega ter tido contato real com esse povo fantástico que existiu há milhares de anos atrás. A única prova de sua existência são as construções que deixaram para trás e que sobreviveram ao tempo.

Eu não pensava nisso quando idealizei os Meahdirr. Mas a ideia das ruínas deles espalhadas lembra o antigo reino de Arnor.

Por muitos séculos as ruínas em Rehquia se mantiveram intocadas. Consideradas amaldiçoadas ou sagradas pela maioria das culturas que em épocas pré-históricas viviam neste continente, influenciaram filosofia, religião, artes e as formas arquitetônicas das nações que nasceram em meio ao Povo Antigo, que com o crescimento tentaram emular as formas, conseguindo apenas um simulacro das construções feitas com ajuda de magia. Foi apenas depois do grande êxodo que se começou a extrair os reais legados deixados pelos Meahdirr.

A nação de Darai, uma intrusa naquela terra, não tinha os pudores e tabus possuídos pelas outras culturas da região. Quando conseguiram se estabelecer no novo mundo de forma a conseguirem extrair o sustento de todo o povo que emigrou e a primeira geração de nascidos no recém descoberto continente já era adulta, a curiosidade começou a vencer, e surgiram os pioneiros no que viria a ser a arqueologia. Que logo levou ao conhecimento da existência da magia, devido a numerosos artefatos mágicos (embora estes fossem bem simples, coisas encontradas no cotidiano dos Meahdirr) deixados pelos Construtores e, mais tarde, permitiram o início do desenvolvimento da magia moderna.

Ainda não decidi como será a arquitetura dos Meahdirr, mas gostei de como as construções em Evendim foram tratadas em Lord of The Rings Online

As ruínas dos Meahdirr estão espalhadas por toda Rehquia e são relativamente comuns. Quase 70% dos moradores das nações civilizadas já viram ou tiveram contato com resquícios desse povo. Não se sabe ao certo o que causou a extinção de tal cultura, pouquíssimos documentos e livros foram preservados pelo tempo e os sinais de destruição parecem variar enormemente. Enquanto em alguns lugares as construções parecem destruídas por explosões, soterradas por grandes massas de terra ou simplesmente quase desfeitas pela ação da natureza, em outros lugares é possível encontrar o esqueleto de cidades ou, como no caso fantástico da capital de Darai – Kiell -, uma cidade em bom estado.

Com os passar dos tempos e com o desenvolvimento da magia moderna, baseada em conhecimento Meahdirr, as grandes nações nativas de Rehquia abandonaram seu tabu acerca de explorar os resquícios dos Meahdirr e começaram a também criar uma cultura arqueológica, pois, desde a última guerra entre Tirasli e Darai, a magia se mostrou também uma ferramenta de guerra, além de provar que poderia ser utilizada para diversas evoluções tecnológicas e científicas, sobretudo no campo da alquimia. Portanto, no cenário atual de Rehquia, existe uma corrida arqueológica velada, incentivada por empresas privadas e pelos governos, para tentar resgatar mais fragmentos do passado perdido.

Talvez em seu período áureo os Meahdirr pudessem construir jardins semelhantes aos de uma tal de Babilônia.

Até hoje não se conseguiu uma explicação para o desaparecimento dos Construtores, nem mesmo se tem idéia concreta de como era o funcionamento de sua sociedade, apenas hipóteses povoam o meio acadêmico e lendas e fantasias percorrem o imaginário da população. É fato que existem registros de presença Meahdirr em outros continentes, mas ou seja lá o que acabou com este povo foi mais eficiente em tais regiões, ou Os Construtores não se espalharam tanto quanto em Rehquia, sendo esta o berço de sua civilização.

Galera, tentei dar um overview dos Meahdirr, se eu fosse mais especifico em alguns pontos, o post acabaria ficando muito grande (o que não é legal) e eu acabaria não conseguindo apresentar direito a idéia.

No futuro irei falar mais incisivamente de algumas coisas. Por enquanto, podem fazer perguntas que eu vou tentar elucidar, ou sugerir o tema de posts futuros =)

Mas e aí, o que acharam?

Renan Barcellos, que estava bebendo água

E com medo do escuro.

Anúncios

8 comentários sobre “Os Construtores, ou Os Meahdirr ou Aqueles que Usavam Magia

  1. 1) gostei bastante. Este especificamente me passou muito a sensação de que essa coisa de fazer um blog pra falar sobre a história do livro e/ou cenário pode funcionar muito bem.
    2) curti o tamanho do post;
    3) acho que este foi um dos posts de que mais gostei. ‘-‘

    • Ingrid, será que dá pra fazer perguntas sobre coisas que não tenha entendido direito? Aí fica mais fácil de eu tentar explicar melhor =)
      Vou tentar deixar os próximos posts mais claros também =o

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s