Mini-Projeto: A Última Torre – Parte 9

Sinopse: Mini-projeto onde mostro passo a passo o desenvolvimento de um conto utilizando o método para “design” de histórias, snowflake. Mostrarei desde o primeiro passo, resumir a história em uma frase, até a escrita do conto propriamente dita.

Para entender sobre o projeto leia a primeira postagem.

 

 

Penúltima parte do quinto passo do Snowflake. Aqui fiz uma sinopse baseada no ponto de vista da mulher da floresta.

========================================================================================

Iteração 5 – Parte 3

Já faziam alguns anos que Ellira abandonou os corredores de pedra, os grande salões, as cidadezinhas e os amontoados de gente. Havia vivido uma vida complicada, sempre perseguida por causa de sua capacidade de usar a Canção. Não podia negar que gostava de toda a viagem que acabava tendo que fazer, fugindo de agentes do Castelo e das pessoas desconfiadas, mas quando soube estar esperando um filho, decidiu que tinha que dar um basta para tudo aquilo. Que outros cumprissem seu papel.

Isolou-se nos pântanos, um lugar estranho, com pouca gente e perigoso se você não entendê-lo. Mas ainda assim, lá ninguém os procuraria, estariam escondidos dos agentes do Castelo e de outros perseguidores. Por muitos anos viveu em paz, sem contato nenhum além de breves encontros com outros dos elusivos moradores do pântano. No entanto, poucos dias depois de seu filho fazer dez anos, encaminhou à mãe um guerreiro ferido, quase moribundo.

Primeiro Ellira se assustou com a aparição, temendo que pudesse estar atrás dela e do seu filho, no entanto, ajudou o homem, vendo que ele poderia morrer se não tratado. Um de seus pensamentos foi matá-lo sem que o filho visse, mas curiosa pela sua presença ali, tratou de suas feridas, na esperança de descobrir informações a partir dele.

Depois que ouviu a história do guerreiro, soube que ele não oferecia perigo para sua família. Pelo menos, não diretamente. Haviam pessoas atrás dele e poderiam chegar até a sua casa seguindo o seu rastro, mais do que isso, o Castelo, que tivesse interesse pela jornada de Revan, poderia encontrá-la e também ao seu filho. Depois de muito refletir, Ellira chegou a sua conclusão e decidiu ensinar ao homem uma Canção, não o poder verdadeiro, mas um simulacro que o permitiria abrir os pântanos e chegar às planícies além, e também à Ultima Torre. Sabia que o Castelo estaria prestando demais atenção em Revan naquele momento para prestar atenção nela e no filho. A distração que precisava para se mudar. Ninguém podia saber onde morava. 

Porém, Simpatizando com a jornada do homem, ainda que fosse suicida e infrutífera, deu,lhe um ultimo conselho.

========================================================================================

Acho que não ficou exatamente uma sinopse e nem sei bem se gostei do resultado. Basicamente, a personagem ficou bastante baseada em Ellen de Pilares da Terra, que é uma personagem bem legal.

Mesmo não parecendo exatamente uma sinopse eu deixei dessa forma, pois dá uma idéia melhor sobre a personagem e até mesmo um pouco sobre o cenário. Deu um pouco mais de meia página, mas isso é porque eu quis falar bastante do passado dela para desenvolver um pouco mais as coisas e entender ela enquanto personagem.

Por hoje é isso, amanhã devo postar a ultima parte desta quinta iteração, que vai falar um pouco sobre Jequiá.

Renan Barcellos, Que deveria estar tomando café

e que não se sentia  lá muito livre

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s