Saldo de Janeiro

Depois de muito tempo sem ter nenhum progresso regular em meus projetos literários e também em pesquisas e estudos que contribuam para eles, dá para dizer que janeiro de 2015 foi um bom começo.

Eu não fiz TUDO o que eu queria, até porque isso seria praticamente impossível, mas eu consegui estabelecer uma rotina que eu mais ou menos me acostumei e tive um rendimento que, embora não tenha sido o ideal, foi bastante agradável.

grafico-crescente_21212912

Meu plano era escrever duas iterações de 50 minutos por dia da semana, o que não inclui sábado e domingo. Só consegui uma dessas iterações, o tempo disponível não ajudava, e também não posso dizer que escrevi todos os dias que eu deveria, mas creio que escrevi na maioria deles. Para um início, estou satisfeito com o resultado. Pretendo aprimorar essa rotina em fevereiro. Só com que o fiz em janeiro, QUASE terminei o conto de samurai que eu estava escrevendo. Foram 23 paginas de caderno que eu escrevi. Mais duas ou três eu termino o conto.

Quanto à leitura, eu acho que li bastante. A ideia era ler 10% de um livro todos os dias (ou pelo menos todos os dias que eu fizesse minha rotina de trabalho). Como eu excluo os fins de semana nisso e me dou um dia de indulgência, acabo lendo mais ou menos um livro por semana. Mas como vou lendo aos poucos outros livros, acabo lendo por volta de três livros em duas semanas. E foi o que aconteceu. Terminei de ler Viver Para Contar, de Gabriel Garcia Marquez, A Sangue Frio, de Truman Capote e Reinos de Ferro RPG – que sim, eu conto como livro relevante lido. Além disso, comecei a ler O Conde de Monte Cristo.

Tirando livros literários – e de RPG – eu também li livros acadêmicos. Todo dia da minha rotina eu li entre 10 e 30 paginas de A Era das Revoluções, de Hobsbawn. Mentira, a ideia era ler, mas acabei não fazendo isso sempre porque, como era a última coisa da minha rotina produtiva, as vezes eu estava cansado demais para ler o livro, de fato. No entanto, li umas 100 paginas, o que representa um avanço, já que eu não estava lendo nada acadêmico. Também avancei na leitura de O Romance Histórico, de Gyorgy Lukacs. Li só vinte paginas, no último fim de semana, mas pretendo ler com mais afinco em fevereiro. É um livro complicado de ler, por isso que eu tava lendo num ritmo bem lento, mas agora que eu recuperei um ritmo de leitura, está mais tranquilo (embora eu nem de longe entenda tudo).

Tendo feito isso aí em janeiro, para fevereiro pretendo, no mínimo, melhorar um pouco as coisas. Vou tentar começar a escrever as duas iterações de 50 minutos que eu acho que deveria. Escrever sábado e domingo (mas um pouco menos do que nos outros dias), ler sempre o livro acadêmico da vez, ler mais de O Romance Histórico e tentar ver mais animes, pois tem uns que eu to devendo terminar. Em fevereiro devo terminar o conto de samurai, revisá-lo e talvez terminar algum conto pequeno.

Renan Barcellos, que havia chegado em casa e nada bebido

e que nunca brigou consigo mesmo no meio da rua

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s