Saldo de Fevereiro

Em Fevereiro continuei a ter progressos nos meus projetos. Não posso dizer que foi tanto quanto eu esperava, e também não dá para dizer que foi tanto quanto em Janeiro, mas ainda assim, não creio que eu tenha chegado a um nível em que eu precise, digamos, rever os meus métodos.

grafico-crescente_21212912

Ainda estou trabalhando no conto dos samurai. Creio que o nome ficará algo como “Questões de Honra” ou coisa parecida. Não sou muito criativo para nomes. Bom, o conto já está terminado, ficou com mais de 30 paginas de caderno. O trabalho da maior parte de Fevereiro foi ir passando para o computador e revisar. Tenho feito as duas coisas simultaneamente. Trabalho 50 minutos na revisão, depois trabalho 50 minutos em digitalizar. No momento a revisão é apenas corrigir coisas pequenas e melhorar umas passagens. Quando terminar, irei imprimir ele e então reescrever pedaços, apagar coisas que precisem ser apagadas e, se preciso,  fazer umas mudanças estruturais. Creio que no final o conto ficará com por volta de 14 mil palavras. Sinceramente, não imaginava que meu processo de revisão fosse tão demorado.

Eu não trabalhei na escrita todos os dias. Sábados e domingos ainda tem sido complicados para mim. E como eu “viajei” no carnaval (eu e outras pessoas ficamos hospedados na casa de um amigo jogando RPG, PS3, jogos de tabuleiro e vendo filme), isso acabou interrompendo um pouco meus processos de trabalho e foi um pouco complicado retomar o ritmo. Acho que ainda não retomei o ritmo, pretendo fazer isso agora em março, contudo, nos dias em que coloquei a mão na massa, consegui as duas iterações de 50 minutos de escrita que eu pretendia.

Quanto a leitura… bom, eu não terminei livro nenhum. Gostaria de ter terminado O Conde de Monte Cristo em Fevereiro, mas li apenas pouco mais da metade.  Os livros acadêmicos que eu estava lendo não tiveram quase nenhum avanço, infelizmente. Março será um mês em que eu COM CERTEZA irei terminar Conde de Monte Cristo e pelo menos o livro do Hobsbawn. Me chateia que eu to cheio de livro acadêmico que quero ler e estou enrolando para terminar esse. Mas acho que, para esse ano, uma meta de 6 livros desse tipo é uma boa meta.

Falando mais uma vez de mudança de processos, percebi que a ideia de ler 10% de um livro por dia era meio que estúpida. Isso gera diferenças muito grandes. Eu teria que ler umas 130 paginas de Conde de Monte Cristo por dia, consegui em alguns mas ficava esgotado. Enquanto com outro livro, teria apenas que ler 30 paginas por dia. Decidi então que é mais lógico estabelecer um parâmetro fixo. Pretendo agora ler 50 paginas por dia. Mesmo contabilizando dias em que eu não leia, ainda assim no final do ano vou ter mais que o suficiente para ler tudo o que pretendo. Até mais se duvidar.

Março chega e com ele voltam as aulas na faculdade. Isso potencialmente pode me atrapalhar, mas creio que consigo manter os ritmos de minhas produções sem muitos problemas. Normalmente ter menos tempo acaba me fazendo conseguir usar melhor esse tempo. Entre mudanças na minha rotina, incluo a nova quantidade de leitura diária, a tentativa de escrever um conto curto por semana e a pretensão de escrever mais uma resenha e trazer para o blog alguns posts que de alguma forma possam vir a ajudar outros escritores.

Renan Barcellos, que estava bebendo coca

e que se inspirava em musica western para escrever contos orientais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s