História Não Publicada – Capítulo 3 – Parte 1

Para entender melhor este projeto.

Leia o primeiro capítulo.

Capítulo 3

A movimentação que existia lá fora ficou mais clara, a urgência fluiu em Emílio através de sangue e adrenalina. Pegou a sua arma de volta. Dessa vez não ligou para o revólver que o escritor empunhava.

– Caralho, Emílio. Seu tiro atraiu seja lá quem tiver lá fora. Por que diabos você foi atirar? Aqui era tipo uma sala do templo, ou algum lugar assim, seguro e coisa assim.

– Agora a culpa é minha? – um tipo de inquietação diferente cravara suas garras no músico – Cê tentou roubar meu trabuco com algum karatê escroto aí. Eu só queria saber quem cê era.

Olhando para os lado o homem das letras tentou pensar no melhor caminho para sair dali. Mas caralho, o rapaz não parava de falar, dizia algo sobre sei lá o que. O escritor então verificou sua arma. Não queria ser pego com aquela porra sem estar funcionando direito. Começou a andar, mas então abriu a mochila e rabiscou qualquer coisa em uma folha vazia. Percebeu que não havia numerado as ultimas milhões de paginas e resmungou algo ininteligível consigo mesmo.

Continuar lendo