Zerando Minha Steam Semana 20– Avernum

AvernumDesktop

Depois de 23 horas de jogo, eu creio que estou começando a enjoar um pouco do jogo. A falta de uma história bem montada e personagens carismáticos começa a fazer falta. A despeito disso, estou jogando mais do que antes e volta e meia tiro uma meia hora ou uma hora quando eu não deveria para poder jogar um pouco de Avernum. Creio que isso indica que o jogo é particularmente viciante.

Nessa semana de jogo eu completei as missões ao nordeste de Avernum. Eu não precisava realmente fazer isso, mas acontece que a parte que mais pretendo no jogo é sair andando aleatoriamente pelo “mapa mundi” da imensa rede de cavernas até achar alguma coisa que seja interessante. E achando uma caverna cheio de inimigos, é quase impossível resistir a vontade de entrar lá e ver o que tem no final. Eu fui em duas dessas cavernas no norte, encontrei uma cheia de aranhas bem fortinhas (tinha até uma espécie que soltava magia, as Araneas) e também uma caverna com aranhas hiperativas, falantes e amigáveis. Ah, o nome de todas elas era “Aranha”.

Continuar lendo

Anúncios

Zerando Minha Steam Semana 5 – Afterfall: Insanity

Afterfall-Insanity-Title

Eis que finalmente terminei esse jogo maldito chamado Afterfall: Insanity. Não sei se posso dizer que é o pior jogo que joguei, mas certamente é o pior jogo que não tenta ser ruim que eu joguei. É que assim, eu acho que ele foi feito com carinho pelos seus produtores, mas infelizmente o que podem ter colocado  em empenho, não resultou em qualidade.

Conforme o jogo vai  avançando ele foi ficando cada vez pior e a história foi se perdendo cada vez mais. Da metade por fim, tudo foi ladeira abaixo. Do nada começaram a ter uns quick-time events que não haviam aparecido em momento nenhum do jogo e que ficaram deslocados pra caralho a partir de onde foram inseridos. Além disso, tiveram longas passagens só de ação que não contribuía nada para a história. Bom, tudo bem que o jogo é de ação e ação tem que ter, mas passar um quarto do tempo de jogo numa sequencia que não agrega quase nada para a trama é meio demais…

Continuar lendo

Zerando Minha Steam Semana 4 – Afterfall: Insanity

Afterfall-Insanity-Title

E então que o jogo que era legalzinho, ficou mais do que chato. Ficou ruim. A história do jogo estava sendo apresentada em um ritmo legal, mostrando pouco a pouco a situação no abrigo “Glory” e seu funcionamento. Mas pouco depois de começar efetivamente a ação, o roteiro começou a acelerar bastante, ao ponto de chegar um momento em que as coisas eram muito forçadas.

O que acontece é que Albert Tokaj desceu ao terceiro nível do “Glory” para lidar com um possível vazamento de alguma coisa tóxica, então descobriu que as pessoas de lá estavam num estado de loucura assassina que ele considerava como uma evolução da “síndrome de confinamento” que ele já estudava, o agente químico espalhado no lugar teria acirrado isso e feito a doença psicológica se tornar algo viral. Tudo bem, dá até para aceitar isso, mas e quanto às mutações que algumas pessoas sofreram, se tornando criaturas monstruosas com espinhos saindo das costas e outras coisas aleatórias? Ele não faz nenhum comentário sobre isso, nenhum que seja.

Continuar lendo

Zerando Minha Steam

No fim de 2014, em algum momento que não me lembro, decidi que eu iria zerar(terminar) todos os jogos que eu tenho na Steam. Veja bem, eu tenho bastante jogos lá, muitos que eu nem sei como consegui (na verdade sei e estou olhando para o humble bundle, estou olhando para você) e outros que embora eu tenha achado interessante, não tenho previsão nenhuma para sequer instalar. Então, para não desperdiçar o dinheiro investido — que na verdade, foi bem pouco — e não ficar sem apreciar essas obras eletrônicas de diferentes estilos e gêneros que eu adquiri de maneiras legais, tomei essa resolução de zerar ele.

Parece muito com uma promessa de ano novo. Talvez seja.

Em todo caso. Eu cheguei a conclusão de que a melhor forma de eu jogar os jogos todos seria fazer isso em ordem alfabética. Assim vou ter que passar por todos. (mas vou pensar algo para que de tempos em tempos eu possa pular alguns e aproveitar um jogo que eu esteja a fim de jogar no momento)


431683_10150592318427339_1577829464_n

Continuar lendo

Projeto Steamlesspunkless A – Semana 21 – Write or Die

Período: 17/12/12 a 23/12/12

Páginas no Caderno: 327

Palavras no Word: 110.038

Cheguei ao quinto ciclo (porque agora não dá mais pra chamar de “mês”, já que tenho a semana de descanso) de escrita desde que comecei a fazer esses registros. Preciso dizer mais uma vez que, embora eu sempre esteja com a sensação de que o progresso está ruim, olho para as datas no caderno e vejo o quanto eu avancei. Inclusive, é algo que recomendo: quando escrever algo em caderno, coloque a data; quando você vê a página 1 com uma data de 6 meses atrás e a página 320 no dia anterior, dá uma sensação de “porra, eu realmente estou escrevendo essa merda”.

Uma imagem natalina pra não dizer que eu não comentei nada

Essa semana tive um progresso normal, eu diria. Pelo menos dentro do padrão esperado. Cheguei às 110.000 palavras, o que era minha meta. Contudo, acho que foi um pouco complicada a parte de passar para o PC. Por algum motivo, estou me cansando mais do que acontecia antes ao passar as coisas para o Word e tenho feito isso de forma apressada. Acho que estou me distraindo mais do que acontecia em tempos passados. Como resposta a isso, comecei a usar o programa Write or Die para passar as coisas para o PC. Basicamente, faço 3 sessões de vinte minutos durante o dia, durante as quais tenho de escrever 500 palavras. Incrivelmente, os dias em escrevo mais de 5 páginas no caderno são mais leves dos em que escrevo principalmente no computador.

Continuar lendo