Projeto SteamlessPunkless A – Semana 16 – Fim do quarto mês de trabalho

Período de 12/11/12 a 18/11/12

Em relação ao projeto SteamlessPunkless, essa semana tudo correu bem. Talvez não exatamente bem, mas eu consegui manter-me na meta e cheguei a marca de 90.000 palavras. Acho que o maior problema foi que no meio da semana acabei sendo acometido pelo mal da preguiça e deixado pra passar depois as coisas para o PC. Acabou que sábado eu tinha ainda 5.000 palavras para passar do caderno para o Word. Podia ter feito 2.500 em cada dia, mas acabou que no domingo tive que passar 3.750.

Bom, eu consegui cumprir minha meta mensal de 20.000 palavras (na verdade perto disso, escrevi umas 100 a menos pra ficar próximo de um numero arrendondado e facilitar contagem) e sei lá quantas palavras no Word, mas ainda assim, senti que minha semana foi um pouco desperdiçada. A explicação é: O feriado.

Não que eu tenha viajado ou coisa do gênero, mas ficando em casa o dia todo, tendo mais tempo disponível, eu acabo desperdiçando esse tempo e faço MENOS do que eu faria se tivesse com um dia cheio. Acabou que não consegui me dedicar a projetos paralelos ou à escrita da resenha que eu tinha mencionado querer fazer. Acabei escrevendo 6 paginas a menos de caderno do que deveria… mas sinceramente, estou tão a frente no caderno do que no word que me deixou ter essa regalia… Ou seja, no caderno, virtualmente, escrevi bem mais de 20.000 palavras esse mês.

De qualquer forma, done is done. E a ultima semana não foi desprovida de coisas interessantes.

Porque papel velho é legal.

Continuar lendo

Projeto A – Semanas 9 e 10 – Modo Berserk de Escrita

As últimas duas semanas foram tipo, fodas.

No dia vinte e quatro de setembro eu, por algum motivo que não sei qual, resolvi mudar meus hábitos. Ao invés de vir para casa, fui para o shopping e comecei a escrever no caderno. Escrevi as cinco páginas que eu precisava escrever para suprir a minha meta. Então, cheguei em casa, vi que ainda tinha tempo, escrevi uma página de um conto, uma página de planejamento do cenário e ainda passei quinhentas palavras do caderno para o PC.

Vi que a coisa estava funcionando, resolvi experimentar o mesmo na semana que iniciou outubro. Então, mesmo não sendo semana de escrever no caderno, saí do trabalho e fui para o shopping. Chegando lá, na solidão de estar cercado por estranhos, escrevi três paginas do livro no caderno, mais uma página de um conto e mais uma página de história do cenário (estou escrevendo como a nobreza foi mudando com o passar do tempo). Voltando para casa, li, passei 1500 palavras para o PC e fui dormir. Fiz isso todos os dias. Sem exceção.

Essas duas semanas eu tava tipo em berserk writting mode.

Continuar lendo

Projeto A – Semanas 7 e 8 – As 50.000 palavras e 25% de conclusão.

Essas duas semanas foram o marco das cinqüenta mil palavras!
Essa é a boa notícia.

A má é que, se antes eu imaginava que o livro com toda certeza não passaria das 170.000 palavras, hoje em dia, acho que ele chega fácil a 200.000 (mas acho que vai morrer em 210.000 no fim de tudo). Então eu, que pensava que estava lá pelos 30% do livro, agora acho que estou em 25%, apenas.

Essa contagem seria para tudo que foi escrito em si. No entanto, nas revisões finais, provavelmente irei cortar algumas passagens que não são tão importantes. Como considero tudo importante, afinal eu planejei a maior parte da história antes sequer de começar a escrever, terei um pouco de trabalho me convencendo que preciso retirar algumas coisas. Acredito que, principalmente, essas coisas vão acabar sendo passagens que servem para colorir o cenário e mostrar mais dos personagens… O que é algo que me entristece um pouco.

Pra variar, foto tirada por mim. Dá pra ver minha letra mais do que bela.

Continuar lendo